Opinião

(In)confessados desejos eleitorais da extrema-direita

Os cartazes desta pré-campanha para as eleições europeias de maio mostram bem como pode ser terrível e desigual o combate entre os partidos que se portam bem e os outros... como chamar-lhes, os partidos e os movimentos que nem sabem nem querem saber o que é portar-se bem, ou que querem é portar-se mal. Quanto pior melhor. Ignoram regras da democracia... e cânones de inteligência - e são seguidos, como temos visto por este mundo fora, pela simples razão de que o mundo está perigoso, com medo, e as pessoas estão frágeis e sozinhas e dispostas a acreditar em qualquer banha da cobra.

Catarina Carvalho

"É uma Coca-Cola com gelo. Só gelo!"

É uma das lutas mais antigas que travo: pedir uma Coca-Cola com gelo, mas sem limão. Não sei quem inventou a mania de pôr limão com o famoso refrigerante estado-unidense - isto para evitar estar sempre a escrever o nome da marca, que aqui ninguém quer estar a fazer publicidade -, mas teve uma péssima ideia. O limão altera o sabor da bebida para pior e retira a força do gás. Um autêntico desastre. Basta bebê-la com gelo, e quanto mais gelada melhor.

Tiago Guilherme

Ver Tudo

A invenção de uma menina de 12 anos que pode salvar milhares de vidas

"Se tens uma ideia, não desistas. Se falhares, tenta novamente".Parece uma frase retirada de uma caneca da Mr. Wonderful ou de um Tweet para agradar a um grupo de empreendedores. Mas, se foram pronunciadas por alguém como Gitanjali Rao, convém que prestemos atenção, porque a determinação e o talento desta menina de 12 anos permitiram-lhe ser nomeada melhor jovem cientista dos Estados Unidos, no ano passado, e, mais importante do que isso, levaram-na a projetar um dispositivo que pode ajudar a salvar várias vidas, no futuro.Gitanjali teve a ideia de projetar a Tethys, um detetor de chumbo que lhe garantiu o reconhecimento, quando viu, nas notícias, o que tinha acontecido em Flint, no Michigan.Esta cidade com cerca de 100 mil habitantes ficou famosa nos Estados Unidos quando se descobriu que, devido a alterações no abastecimento, durante alguns anos os habitantes tinham consumido água contaminada com chumbo. Mais escandaloso foi o facto de as autoridades saberem o que se passava e não o terem denunciado, pondo em perigo as vidas de milhares de pessoas. Quando Gitanjali soube, através da televisão, pensou em “todos os meninos da minha idade que se expunham diariamente ao veneno, só por utilizarem um recurso como a água. O meu primeiro instinto foi perguntar-me como era possível, se toda a gente deveria ter direito a água potável."A sua resposta não poderia ter sido mais clara: projetou a Tethys (assim chamada, em homenagem à deusa grega da água doce e dos rios), um aparelho portátil que utiliza nanotubos de carbono para medir o chumbo. O detetor incorpora um sensor ligado através de bluetooth a uma aplicação móvel que faz uma análise precisa e quase imediata da água.Gitanjali reconhece que a sua paixão pela ciência foi herdada da sua família e sente-se grata por isso.Os seus planos para o futuro são muito claros: gostaria de continuar a ajudar a resolver os problemas das pessoas através da ciência e da tecnologia e sabe que, para isso, tem de pôr em prática seguindo um dos conselhos que dá sempre a toda a gente: "Faças o que fizeres, diverte-te."Entrevista e edição:  Zuberoa Marcos, Pedro García Campos, Cristina LópezTexto: José L. Álvarez Cedena

A Inteligência Artificial irá criar 58 milhões de postos de trabalho

Entre a desconfiança, a piada fácil e o medo absoluto, a extensão da inteligência artificial a todas as vertentes da nossa vida não deixa ninguém indiferente. Antes de morrer, o físico britânico Stephen Hawking afirmou que “o desenvolvimento de uma inteligência artificial completa pode significar o fim da espécie humana”. Outras figuras de relevo da área da tecnologia, como Elon Musk ou o cofundador da Apple, Steve Wozniak, comungam dessa preocupação. E, se as opiniões dos que estão destinados a abrir caminho neste terreno são tão pouco tranquilizadoras, ninguém pode censurar aqueles que, de posições mais desfavorecidas, olham com receio para umas máquinas que, a curto prazo, podem vir a pôr em causa o seu posto de trabalho. Também não ajudaram os filmes em que os robôs se lançavam à conquista do mundo, aniquilando ou escravizando a humanidade. A propósito deste ódio — menos irracional — o professor da universidade de Loyola, em Chicago, Steve Jones, afirmava num artigo para a revista Forbes que a população tem “a sensação de que há uma força não humana, chamada tecnologia, que é uma ameaça”. Jones assegurava existir o risco real de aparecer um movimento neoludita que, à imagem e semelhança dos Britânicos do século XVIII, encete uma luta contra as máquinas por porem em perigo o seu emprego. Um movimento que — realça Jones — não acredita que a política e a economia sejam as vias para lidar com o inevitável avanço das novas tecnologias.Nuria Oliver, prémio nacional de Informática 2016 e diretora de pesquisa de ciência de dados na Vodafone, crê que a inteligência artificial "terá um enorme impacto positivo na sociedade". E dá como exemplo o campo da saúde, onde as possibilidades que as novas tecnologias oferecem em áreas como a sequenciação do genoma humano ou a análise radiológica comparativa eram impensáveis há poucos anos. A inteligência artificial e os robôs serão, garantidamente, protagonistas daquilo a que já se chama quarta revolução industrial. Não obstante, Oliver está consciente do receio que esta difusão rápida das máquinas em tão pouco tempo desperta, particularmente no que diz respeito ao emprego: "todos os estudos antecipam uma transformação radical que vai implicar a extinção de milhões de postos de trabalho; no entanto, serão criados muitos mais. Segundo o Foro Económico Mundial, criar-se-ão 58 milhões de postos de trabalho”. Este otimismo que abre um leque de possibilidades deve ser acompanhado de uma adequada política educativa, visto que ser utilizador de tecnologia não é o mesmo que entender como funciona, e atualmente as crianças não são preparadas para virem a ocupar esses novos postos de trabalho que serão exigidos nos próximos anos. Oliver vê na evolução das máquinas uma grande oportunidade que não devemos deixar passar: "É muito importante que vejamos a inteligência artificial como uma oportunidade para melhorar a sociedade, para sobrevivermos enquanto espécie. No entanto, temos de nos preparar e de nos formar, para que isso posso ser uma realidade”. Entrevista e edição:  Azahara Mígel, Maruxa Ruiz del Árbol, David Giraldo Texto: José L. Álvarez Cedena

Insider

Harry Potter: o jogo Wizards Unite já está disponível em Portugal

Na sexta-feira, a Niantic anunciava a chegada do título de realidade aumentada, ao estilo de Pokémon Go, aos Estados Unidos, Austrália, Nova Zelândia e Reino Unido. A expansão a outros mercados foi rápida e Portugal está na lista. No total, são 25 os países indicados neste processo de expansão do jogo, que procurou inspiração nas aventuras de Harry Potter. Na lista está também o Brasil, Suíça, Áustria ou Espanha, por exemplo. Depois de mais de um ano de expectativa, já é possível fazer o download do jogo, para Android e iOS, em Portugal. A fórmula tem muito em comum com [...]

WeTransfer partilhou ficheiros com utilizadores certos… e ainda com pessoas aleatórias

O serviço de partilha de ficheiros é conhecido por ser prático e possibilitar o envio de ficheiros de grandes dimensões. Para isso, basta inserir um email... e esperar. Mas e se os seus ficheiros fossem partilhados com pessoas que não conhece? É, certamente, o pesadelo de quem faz tudo para proteger a sua privacidade. O WeTransfer é um dos serviços de partilha de ficheiros mais conhecidos e utilizados em todo o globo. Para o usar, basta abrir o site, escolher o ficheiro ou pasta, inserir o email do destinatário e, só para ter a certeza do envio, o email do [...]

Conheça a carrinha elétrica onde se servem gelados e poupa-se o ambiente

A Nissan apresentou um novo protótipo que demonstra tanto a versatilidade das suas carroçarias da gama NV, como o potencial dos veículos que usam baterias recicladas. A variante da carrinha NV pensada para servir gelados é totalmente elétrica e não é movida apenas por propulsão elétrica, já que também usa energia limpa para manter o ambiente a bordo agradável e fresco. A carrinha foi desenvolvida em colaboração com uma empresa de lacticínios familiar, a Mackie"s of Scotland, que administra o seu negócio todo baseado em energia eólica e solar. O projeto serve para mostrar como todos os negócios podem ser [...]

Pelo bem da sua privacidade, instale um destes browsers

Os browsers são as portas de entrada de milhões de pessoas para o mundo online. Tem confiança naquele que usa? Vivem-se tempos difíceis na internet. Apesar de os utilizadores terem cada vez mais serviços à sua disposição, nos últimos anos também houve um aumento considerável no número de perigos, sobretudo relacionados com a privacidade e a segurança. Graças à internet, aquela ideia de que há empresas que nos seguem para todo o lado, que sabem tudo o que fazemos e que até conseguem adivinhar aquilo que queremos já não é apenas do domínio da ficção. Independentemente da forma como cada [...]

DN Ócio

"Desligar é o maior luxo. Mesmo pessoas muito endinheiradas estão a querer voltar ao que é simples"

Há cinco anos, Gonçalo Pessoa e Patrícia Trigo abriram o Sublime Comporta, um hotel de charme com 14 quartos e uma imensidão de natureza à volta, que é hoje um resort de luxo, quase retiro, onde a sofisticação é simples, o luxo é descontraído e o conforto é natural. A história de um piloto com os pés na terra que não desiste de voar e de uma assistente de bordo que trocou os aviões pelos comandos do empreendimento que, graças ao seu trabalho e do marido, tem vindo a acumular distinções.

Ao volante do DS 7 Crossback, pelo caminho mais longe para a praia

Andámos ao volante do novo DS 7 Crossback, com tempo e direito a tudo: dos percursos mais rigorosos às vias rápidas, não faltou uma surfada pelo meio e a certeza de que a DS está pronta para competir como marca independente. Conforto, tecnologia de ponta e pormenores elegantes. Dá vontade de optar pelo caminho mais longe para a praia... Texto e Fotografias de Nuno Mota Gomes Quando se é fã de pegar no carro para realmente se fazer à estrada, ter espaço e conforto são dois pontos essenciais. Desafiámo-nos a cumprir uns dias de aventura ao volante do novo DS.

Viagens, praias, estilos: 45 sugestões para o verão

O verão chegou! A nova estação traz tempo mais quente (finalmente!) e dias longos. É altura de férias (escolha entre os cinco destinos) e de praia (sugerimos mais cinco, de norte a sul) e de frequentar terraços pela tarde (e noite dentro). Se não conseguir sair de Lisboa, deixamos também sugestões de Texto Filipe Gil Mas o verão também traz novas tendências de moda. Conheça algumas no feminino e no masculino e a acompanhar novas fragrâncias para o tempo mais quente. Nada como brindar o verão com vinho, rosé ou branco. Sugerimos 45 escolhas para os dias que restam até [...]